sexta-feira, 23 de setembro de 2016

TG Recomenda | O melhor "found footage" de todos os tempos!


Olá, caros leitores! Estamos de volta aqui para mais um TG Recomenda, o primeiro feito por este em especifico que vos escreve.

E para esta minha primeira indicação aqui nada melhor do que um dos meus filmes preferidos, que (na minha humilde opinião) deveria ser visto por todos que apreciam uma boa obra cinematográfica, por se tratar de uma produção revolucionária de certa maneira em sua proposta, e é claro, impecável em quase todos os aspectos, desde história enxuta, até grande performance do elenco, um verdadeiro clássico, mesmo tendo sido lançado a apenas 4 anos.

Estou falando de Poder Sem Limites (Chronicle, 2012), um filme dirigido por Josh Trank (sim, aquele mesmo do Quarteto Fantástico), roteirizado por Max Landis, e protagonizando por Dane DeHaan, Michael B. Jordan e Alex Russell.

A história do filme gira em torno de 3 jovens, Andrew (Dane), que dentre os três é o principal do longa, sendo a história vista do ponto de vista dele basicamente, Matt (Alex) e Steve (Michael), que um certo dia se deparam com um bizarro objeto extraterrestre (muito provavelmente) e ganham super poderes.

(Dane DeHaan como Andrew, protagonista, em uma das cenas mais marcantes do longa)

A princípio a premissa pode até parecer um pouco clichê, bem similar a inúmeras histórias de diferentes super-heróis, porém, o enredo foge bastante dessa vertente, colocando os personagens em cenários e situações que fazem parecer que tudo aquilo seria possível de acontecer no mundo real (e nisso o fato "filmagem" ajuda e muito), e principalmente mostrando o lado perigoso de tudo isso, de simplesmente de uma hora pra outra uma pessoa poder voar, e controlar objetos com a mente. Tudo começa como uma brincadeira a principio, mas aos poucos, seguindo a evolução dos poderes dos personagens, dilemas morais excelentes são abordados, fazendo o espectador pensar em tudo isso ao final da história.

E dentre tudo o que faz Poder Sem Limites ser tão espetacular em inúmeros aspectos, um em especial creio que seja o que liga todos os outros: Sua filmagem. Sim, o modo como o filme é gravado é certamente um dos muitos acertos da produção.

Mas "por que"? Você me perguntaria. Simples: Pelo fato de ele não usar uma maneira convencional de filmagem, seguindo o estilo de "found footage", que é basicamente a visão da história dentro de uma câmera (ou mais) que se encontra dentro do próprio filme. O estilo é bem usado no terror, em franquias bem conhecidas, como Bluxa de Blair e Atividade Paranormal, porém outras produções (assim como PSL) fogem da regra e utilizam o estilo fora do terror, como em Projeto Almanaque e Europa Report, mas é mais raro.

(história explora aos poucos o aumento dos poderes dos personagens com o passar do filme)

Normalmente a história dos filmes é sobre algum tipo de filmagem encontrada, de certos acontecimentos, em um falso documentário e etc, mas em Poder Sem Limites não é exatamente nessa pegada. Cerca de 90% do filme é pelo ponto de vista de uma câmera sim, usada pelo personagem de Dane DeHaan (protagonista do filme) que começa a "documentar" todo seu dia a dia, porém, chegando mais pro final ela varia em alguns momentos, para filmagens de celulares na rua, ou de câmeras de segurança.

O mais legal de tudo isso é que o longa tem uma solução simples, mas excelente, para um dos maiores problemas apontados por quem não gosta desse estilo de filme, que reclamam da câmera estar sempre em movimento, balançando, prejudicando a visão das cenas, o que ocorre, de fato, se não houver um certo controle do diretor sobre isso, mas em Poder Sem Limites não temos esse problema, simplesmente por que na grande maioria das cenas a filmadora está sendo levitada pela TELECINESE de Andrew. Uma solução muito básica a princípio, mas que tem seus requintes de genialidade. Ou seja, essa não é uma desculpa para não ver este filme.

(O fato de Andrew levitar a câmera em grande parte do filme se mostrou uma solução simples mas muito eficiente para um dos maiores problemas de "found footage's")

Vou evitar dar muitos detalhes sobre a trama em geral, tudo que falei até agora já pode ser visto no trailer do filme, creio que mais detalhes do que estes podem estragar um pouco da experiência.

Mas o que pode ser destacado é o elenco, os três principais estão todos muito bem em seus papéis, se provando grandes atores (creio que B. Jordan já tenha mostrado isso em outras produções por ai também, sendo certamente o mais "consagrado" de todos). Contudo, quem rouba a cena é sem dúvidas Dane DeHaan, que está simplesmente sensacional como o protagonista.

DeHaan consegue passar toda a carga emocional necessária para o personagem, que com inúmeros problemas em casa, ainda tem o "azar" de ser extremamente introvertido, um papel com um grau de dificuldade (se é que isso existe) até bem grande, o que mostra que o mesmo é realmente um excelente ator.

Alex Russell, apesar de ser o "menos conhecido" dos três, é o segundo com mais tempo de tela, e entrega também o que seu personagem exige. Michael B. Jordan, como já sabemos, é um grande ator, porém, não tem muito tempo em tela durante o filme, sendo mais "o amigo" dos outros dois, não tendo nenhuma história um pouco mais aprofundada de sua parte.

(da esquerda para a direita, Dane DeHaan, Michael B. Jordan e Alex Russell)

Por fim, acho mesmo que além de tudo isso, os maiores méritos do exito do longa são do diretor Josh Trank, que mostrou ali que tem um grande talento sim, só precisa ser trabalhado (era por esse filme em especial que eu tinha esperanças muito grandes sobre o novo Quarteto Fantástico), conseguindo usar o dificil estilo de filmagem de uma forma em que o pouco orçamento do filme não foi sentido, mesmo se tratando de uma produção que exigiria muitos efeitos especiais, uma saída inteligente e prática, onde o próprio found footage foi usado como "solução" para se fazer um sci-fi com seres super poderosos, com um orçamento de dramas independentes. Além de Max Landis, que escreveu toda a história, que foge de clichês, mesmo abordando um conceito já explorado bastante em diversas mídias (alias, o final do filme é simplesmente sensacional).

Vale destacar que a qualidade do filme foi atestada já na própria bilheteria, mesmo com um orçamento bem reduzid quando comparado aos grandes blockbusters dos últimos tempos (US$ 12 milhões), o longa arrecadou mundialmente quase 10 vezes o valor do investimento, ultrapassando a barreira dos US$ 100 milhões.

Segue a abaixo o trailer do filme:


Enfim, espero ter conseguido passar as principais qualidades do filme pra vocês, procurei não dar muitos detalhes mais grandes do enredo, por que pode estragar a experiência, porém, creio que a produção seja, mesmo sem ser famosa ao grande público, um dos grandes sci-fi's feitos nos últimos anos, além de um grande "filme de herói" que consegue se diferenciar de qualquer outro também já feito, sendo o "gênero dentro do gênero" e se você (assim como eu) é um grande fã de found footage, e ainda não viu Poder Sem Limites, sério, o que está fazendo aqui ainda? Vai la ver! Tem uma quantidade minuscula de filmes assim e você ainda não viu esse?!

Brincadeiras a parte, agradeço mais uma vez pra você que veio aqui e leu o texto, e deixa nos comentários ai, se já viu o filme e o que achou, se pretende ver agora que ficou sabendo, se não pretende também, e deem sempre o feedback sobre o quadro em geral!, para sabermos como podemos melhorar cada vez mais! Abraços pessoal, o Tropa Geek Recomenda volta na próxima sexta-feira! Até semana que vem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Tropa Geek

Um projeto idealizado por três amigos, que buscavam um meio de trabalhar juntos e ao mesmo tempo se divertir com isso. Somos um site sobre cultura pop, com enfase no cinema, e além das notícias diárias sobre diversos assuntos, ainda temos textos de opinião/entretenimento saindo quase que diariamente também, fora o Geekcast, nosso podcast quinzenal, onde dessecamos diversos assuntos do mundo geek e afins. Curta nossa página, siga no twitter e fiquem ligados no site para não perder nada!


Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *